@ Dis-cursos





Translate

20 outubro 2008

Poema

Motion By Octavio Paz
If you are the amber mare
I am the road of blood
If you are the first snow
I am he who lights the hearth of dawn
If you are the tower of night
I am the spike burning in your mind
If you are the morning tide
I am the first bird's cry
If you are the basket of oranges
I am the knife of the sun
If you are the stone altar
I am the sacrilegious hand
If you are the sleeping land
I am the green cane
If you are the wind's leap
I am the buried fire
If you are the water's mouth
I am the mouth of moss
If you are the forest of the clouds
I am the axe that parts it
If you are the profaned city
I am the rain of consecration
If you are the yellow mountain
I am the red arms of lichen
If you are the rising sun
I am the road of blood









"Motion/Movimiento" By Octavio Paz, Translated by Eliot Weinberger, from COLLECTED POEMS 1957-1987, copyright ©1986 by Octavio Paz and Eliot Weinberger.



Moção de Octavio Paz ~

.
Se você é o mar de âmbar
Estou a caminho de sangue
Se você for a primeira neve
Eu sou quem te ilumina o coração do amanhecer
Se você é a torre de noite
Estou a arder na tua mente espigão
Se você estiver na manhã maré
Sou o primeiro grito de pássaro
Se você é o cesto de laranjas
Eu sou a faca do sol
Se você é a pedra altar
Eu sou a mão sacrílego
Se estiver a dormir terras
Estou a cana crua
Se você é o vento do salto
Estou enterrado o fogo
Se estiver a água da boca
Eu sou a boca de musgo
Se estiver a floresta das nuvens
Eu sou o machado que lhe peças
Se você é a cidade profanada
Eu sou a chuva da consagração
Se você é o amarelo montanha
Estou a braços da liquen vermelho
Se você é o sol nascente
Estou a caminho de sangue




~~

@@@@@@ Blogs

Anotações diárias