@ Dis-cursos





Translate

16 janeiro 2009

Fogo


Como todo símbolo ele possui vários lados, e dentro de seus aspectos positivos, temos que lembrar do fogo criativo, que se revela na cor vermelha, na cor do fogo, no sol, no sangue. Cor encarnada, sedutora, que nos leva ao fogo das paixões: - a sexualidade interiorizada e exteriorizada em ato. Podemos falar do fogo que nos traz conhecimento intuitivo, outro aspecto positivo, sendo ainda o fogo aquele que purifica e regenera. Esse fogo central que no homem se opera na combustão e digestão, levando ao amadurecimento, a geração de sua obra.Fogo como condição de criação, uterino, vital, ligado a beleza e criatividade.Dentre os seus aspectos negativos, o fogo é destruidor, quando a sua função dominante é diabólica, porque contêm o subterrâneo, o demiurgo, no momento em que é fogo que queima sem consumir, excluindo a possibilidade de regeneração. Quando mal elaborado leva ao aniquilamento das idéias, a depressão.Portanto, o fogo além de nos mostrar os seus elementos simbólicos e ritualísticos, presentes em todas as tradições, se reveste em nosso psiquismo com a sua força propulsora de ação , onde o fogo é filho do homem – imagem do ato sexual – tal como centro de iluminação, prazer e fecundação.Assim como o Sol, pelos seus raios, o fogo simboliza por suas chamas, a ação fecundante e iluminadora em nossa mente, gerando impulsos e direções, no que falamos de “ fogo que queima e consome” nossos pensamentos e atos. Fogo que ilumina, que sentimos com sua aura em nosso intelecto, com entusiasmo e desejo.

Texto e montagem para o Tertúlia Virtual
JU Gioli

@@@@@@ Blogs

Anotações diárias